@trans("lk.skipToMain")

ReInvent

Financiado por: -Financiado por

Na evolução para uma sociedade pós-petróleo, um dos principais desafios consiste em integrar de forma eficaz os setores de produção e processamento de biomassa e a harmonizar as questões da segurança alimentar, a escassez de recursos naturais e as metas ambientais com a utilização da biomassa para fins industriais e de produção de energia. As indústrias automóvel e da construção têm um elevado potencial para utilizar biomassa e sub-produtos industriais de forma eficiente, nomeadamente no desenvolvimento de produtos de base natural e de valor acrescentado. O projeto ReInvent pretende dar resposta a este desafio através da valorização de diferentes resíduos agro-florestais e sub-produtos das bio-refinarias para o desenvolvimento de materiais que venham substituir os produtos de poliuretano convencionais derivados do petróleo usados na construção de edifícios e na fabricação de componentes de interior (espumas) para automóveis. Os produtos desenvolvidos no projeto serão validados tendo em conta as suas propriedades melhoradas, sustentabilidade do processo de manufatura e custo de produção, e comparados com os produtos convencionais atualmente utilizados no setor automóvel e da construção. Para garantir a sustentabilidade dos bio-produtos a desenvolver, o projeto terá em conta a implementação de tecnologias de reciclagem inovadoras e com menor impacto económico e ambiental.

Site: ReINVENT

O projeto tem como
objetivos principais:

O projeto ReInvent tem como principal objetivo o desenvolvimento de materiais de base natural que, combinados com fibras naturais, possam substituir o poliuretano derivado de petróleo na produção de materiais estruturais e de isolamento utilizados na indústria da construção, e de espumas para o interior de veículos automóveis.

Neste projeto, tecnologias avançadas serão utilizadas no desenvolvimento de biopolióis, fibras e nanocristais de celulose e outras nanopartículas funcionais a partir de fontes sustentáveis, tais como resíduos agro-industriais. Estes materiais serão depois aplicados na produção de:

  1. Novas espumas rígidas de base natural, produzidas por moldação e para aplicação por spray, para o setor da construção – ex: compósitos para plataformas de pontes, espumas para isolamento de edifícios e isolantes térmicos tipo sandwich;
  2. Novas espumas flexíveis e semi-rígidas para a indústria automóvel – ex: sub-camadas para tejadilho, painel de instrumentos e assento de automóvel.
  3. Desenvolvimento de tecnologias de reciclagem que utilizem processos químico e enzimáticos eficientes, de forma a permitir que os materiais desenvolvidos possam ser reutilizados em vários setores industriais.

 

-O projeto tem como objetivos principais:

Número do Projeto: 792049

Medida: BBI-IA-DEMO

Duração do Projeto: junho 2018 a maio de 2022

Custo elegível: 6,525,275.00 €

Apoio da União Europeia: EU H2020/BBI JU – 6,525,275.00 €

Região de Intervenção:  Europa, Israel

Promotores: Centro Ricerche FIAT (IT), CENTITVC – Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes (PT), Universitat Politecnica de Catalunya (ES), Institut fuer Verbundwerkstoffe GMBH (DE), AEP polymers (IT), Consiglio Nazionale delle Ricerche (IT), Acciona Infrastructures Inc. (ES), Melodea ltd. (IL), Fraunhofer Gesellschaft zur Foerderung der Angewandten Forschung E.V (DE), Kroppenstedter Ölmühle (DE), Coventive Composite (UK), Silcart S.P.A. (IT), Aerofly 360 Industrial, S.L. (ES), Ritols (LV), Project HUB 360 (IT), Logstor S/A(DK), Aunde Italia S.P.A. (IT), Adler Pelzer Group (IT), OSM-DAN (IL

Resultados


Os materiais desenvolvidos no projeto combinarão diferentes propriedades, tais como elevada capacidade de isolamento térmico e desempenho mecânico, e novas funcionalidades como baixa densidade (“lightweight”), retardância à chama, isolamento acústico, elevada hidrofobicidade e termoestabilidade, propriedades antifúngicas e anti-biocorrosão. Os materiais a desenvolver para o interior automóvel apresentarão, para além destas características, outras funcionalidades estéticas e conforto térmico/sensação ao toque melhorado. As especificações técnicas dos materiais multifuncionais serão adaptadas às aplicações específicas, i.e. para o setor da construção serão desenvolvidos painéis isolantes, espumas para aplicação por spray e tubagens com pré-isolamento, e para o setor automóvel revestimentos para assentos, tejadilho e painel de instrumentos.

Promotor e Co-promotores

Para utilizar os nossos serviços tem que aceitar a nossa política de privacidade.
Política de Privacidade |